Parque Nacional da Serra da Capivara: Saiba como conhecer

Parque Nacional da Serra da Capivara

O Parque Nacional da Serra da Capivara é tão lindo e místico, que é considerado um oásis na região semiárida do sudeste do Piauí, com direito até a uma Capela Sistina ao ar livre.

Você gostaria de conhecê-lo? Então vem com a Rota Combo visitar este oásis brasileiro!

Já pensou que “top” caminhar por trilhas de vegetação florida, entremeada por abrigos com a maior concentração de pinturas e registros rupestres do mundo?

Passear por paisagens únicas, com cânions, chapadas e formações rochosas curiosas, e saber que há milhares de anos povos antigos passaram por ali, pelas mesmas trilhas que você está pisando e registraram sua história com desenhos, é algo realmente místico!

Vem com a Rota Combo descobrir porquê a UNESCO transformou o Parque Nacional da Serra da Capivara em patrimônio cultural da humanidade!

O que é o Parque Nacional da Serra da Capivara?

O Parque Nacional da Serra da Capivara é uma unidade de conservação brasileira, situada ao Sudeste do estado do Piauí.

Declarado pela UNESCO como patrimônio cultural da humanidade em 1991 abriga a maior concentração de pinturas rupestres e sítios arqueológicos do mundo. São mais de 30 mil pinturas rupestres e mais de 1200 sítios arqueológicos.

Administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), criada em 11 de março de 2005 com a portaria nº 76 do Ministério do Meio Ambiente (MMA), a unidade é voltada integralmente à proteção da natureza.

O Parque da Serra da Capivara é integrado ao Parque Nacional da Serra das Confusões por meio de um corredor ecológico e zonas de amortecimento, os quais promovem e conservam a diversidade por meio do uso sustentável de recursos naturais.

A finalidade da iniciativa foi criar um mosaico de Unidades de Conservação envolvendo o Parque Nacional da Serra da Capivara e o Parque Nacional da Serra das Confusões.

A criação desse mosaico possibilitou a integração da gestão das duas unidades, o corredor ecológico e zonas de amortecimento, promovendo a conservação da diversidade do corredor por meio do uso sustentável dos recursos naturais e sua conservação. O corredor ecológico tem uma área de 414 mil hectares e abrange diversos municípios.

Parque da Serra da Capivara

O Parque da Serra da Capivara é integrado ao Parque Nacional da Serra das Confusões

Leia também: Delta do Parnaíba – Guia completo para uma viagem especial

Onde o Parque está localizado?

O Parque Nacional da Serra da Capivara fica em uma região de clima semiárido e faz fronteira com a Depressão Periférica do Rio São Francisco e a Bacia Sedimentar Maranhão Piauí.

Formado por vales, serras, planícies e vales, seu relevo estende-se por 13 municípios e povoados do estado piauiense, dentre eles os que servem de base para os turistas, como São Raimundo Nonato, Sítio do Mocó, Coronel José Dias, João Costa e Brejo do Piauí.

Sua sede fica no município de São Raimundo Nonato, no Piauí, a 19 km da Guarita da Serra Vermelha e a 26 km da Guarita do Boqueirão da Pedra Furada, situadas dentro de seus limites.

Trata-se de uma valiosa área onde concentram-se os mais antigos e maiores sítios pré-históricos da América, sendo que na era pré-colombiana sua cadeia montanhosa era muito povoada.

Além de ser um local com vários atrativos, o Parque Nacional da Capivara possui riqueza de vestígios milenares, tornando-se um local de conservação arqueológica.

Funciona como um colossal museu a céu aberto, valioso pelos sítios arqueológicos e paleontológicos engastados como pedras preciosas entre formações rochosas. Os sítios provam a presença de animais pré-históricos e humanos no local.

Como chegar ao Parque Nacional da Serra da Capivara?

O acesso ao Parque pode ser feito por via área ou terrestre.

Via aérea

O município de São Raimundo Nonato possui um aeroporto em construção. A pista de pouso já está pronta e apta a receber aeronaves fretadas e particulares, desde que sejam pequenas.

Aeroporto de São Raimundo Nonato

Aeroporto de São Raimundo Nonato

Via terrestre

  • Partindo de Brasília é só seguir pela BR-020 até o município de Luís Eduardo Magagalhães (BA), seguir pela BR-242 até Barreira, a rodovia BR-135 até Bom Jesus e Eliseu Martins (PI). Segue-se, então, pela rodovia-PI-248 (BR 324) até Canto do Buriti (PI), pega-se a rodovia PI-140 até chegar a São Raimundo Nonato (PI).
  • Partindo de Teresina são 530 km de estradas asfaltadas, em boas condições. Toma-se a rodovia BR-316, a cerca de 90 km entra-se na BR-343, até o município de Floriano. De lá, segue-se pela rodovia PI-140 até São Raimundo Nonato.
  • Partindo de Petrolina (PE) existem duas opções a partir de São Raimundo Nonato: a primeira passa por Remanso (BA) mas não é recomendável devido a condições precárias de alguns trechos do asfalto. A segunda passa pela cidade de Afrânio (PE). Chegando ao Posto Fiscal de Pipocas no Piauí, segue-se até São João do Piauí (PO) pela estrada de Queimada Nova, depois pela rodovia BR-020 até São Raimundo Nonato.
  • Ônibus Intermunicipal – Até São Raimundo Nonato existem diversas empresas que fazem o transporte municipal, mas de lá para a entrada do Parque não existe transporte coletivo atualmente.

Quando foi criado o Parque Nacional da Serra da Capivara?

O Parque Nacional as Serra da foi criado em 1979, por um decreto da Presidência da República, que assim pretendia proteger o patrimônio histórico do local, originalmente com 100 mil hectares.

Em 1990 a proteção do Parque foi ampliada com a criação de Áreas de Preservação Permanentes de 35 mil hectares.

7 atrações imperdíveis do Parque da Serra da Capivara

1. A Pedra Furada

Uma atração icônica, é o cartão postal do parque.

Pedra furada - Parque Nacional da Serra da Capivara A pedra furada – Parque Nacional da Serra da Capivara

2. Pinturas rupestres no Boqueirão da Pedra Furada

A Toca do Boqueirão da pedra Furada contém cerca de mil pinturas rupestres e é considerada a Capela Sistina da Serra da Capivara, seu maior sítio arqueológico.

Estudos indicam que as pinturas fora feitas entre 3 mil a 12 mil anos atrás.

Pinturas rupestres - Parque Nacional da Serra da Capivara

Pinturas rupestres – Parque Nacional da Serra da Capivara

3. Baixão da Pedra Furada

O Baixão da Pedra Furada é o local mais visitado do Parque. Estudos indicam que o homem-pré-histórico usou o local há cerca de 50 mil anos.

Possui sítios valiosos, mas o principal é o Boqueirão da Pedra Furada, onde encontraram vestígios de fogueira milenar.

Baixão da Pedra Furada

Baixão da Pedra Furada – Parque Nacional da Serra da Capivara

4. Cerâmica artesanal local

O artesanato cerâmico é produzido nacionalmente por aproximadamente 40 artesãs, que se reúnem para o trabalho na Cerâmica Serra da Capivara, produzindo peças lindíssimas, que são comercializadas em famosas lojas de decoração pelo Brasil inteiro.

As cerâmicas são tão disputadas que hoje já ultrapassam barreiras internacionais, sendo exportadas para os Estados Unidos, Espanha e Itália e já se consolidaram como cartão de visitas do Piauí na América do Norte e Europa.

Cerâmica artesanal – Parque Nacional da Serra da Capivara

Cerâmica artesanal – Parque Nacional da Serra da Capivara

5. A rica fauna do Parque

Fósseis encontrados revelam que o Parque da Serra da Capivara já foi habitado por animais gigantes. A megafauna do local contava com mais de 30 espécies.

As maiores espécies, um mastodonte e uma preguiça gigante, pesavam mais de 5 toneladas.

Alguns investigadores acreditam que esses gigantes foram exterminados pelos homens. Outros estudos revelam que eles foram extintos há cerca de 10 mil anos no Pleistoceno (fim da época glacial na Europa e América do Norte) devido à mudança climática no mundo todo.

Atualmente a fauna local tem menos de 20 espécies. A maior delas é a onça, que não ultrapassa 120 quilos.

Iguana – Fauna do Parque Nacional da Serra da Capivara

Iguana – Fauna do Parque Nacional da Serra da Capivara

6. O Circuito do Desfiladeiro da Capivara

O Desfiladeiro da Capivara é um dos mais conhecidos. Possui um circuito de fácil cesso e muitos registros rupestres. O circuito passa por diversos sítios, como Toca do Inferno, Toca do Pajaú, Toca da Entrada do Pajaú, Baixão da Vaca, Toca do Paraguaio e Toca do Barro.

Circuito do Desfiladeiro da Capivara

Circuito do Desfiladeiro da Capivara

7. Os vários sítios arqueológicos do Parque

O Parque Nacional da Capivara conta com 173 sítios arqueológicos que abrem à visitação. Neles você pode se deliciar com pinturas e gravuras pré-históricas contando aspectos dos povos milenares que ocupavam a região antigamente.

Muito além da comunicação gráfica, podemos ver nos abrigos vestígios deixados no local pelo homem pré-histórico.

Sítios arqueológicos – Parque Nacional da Serra da Capivara

Sítios arqueológicos – Parque Nacional da Serra da Capivara

Qual a melhor época para visitar o Parque?

Qualquer dia do ano é dia de visitar o Parque Nacional da Capivara. Sempre há o que se admirar nessa natureza mutante!

  • Na época teoricamente chuvosa, que vai de novembro abril, chove muito pouco.
  • De maio a outubro, época seca, os dias são aproveitados melhor, mas por outro lado, o calor também é maior!
  • De janeiro a julho o calor é menor e os caminhos são mais sombreados e oferecem maior profusão de folhas e flores.

Leia também: Lençóis Maranhenses – Roteiro e Guia Completo para sua viagem

Como visitar a Serra da Capivara?

O Parque Nacional da Serra da Capivara só pode ser visitado das 6 às 18 horas, com acompanhamento de um guia credenciado pela FUMDHAM. Veja AQUI como ter acesso a um deles.

Para fazer esse passeio você pode escolher um dos transfer privativos e também passeios privativos da Rota Combo, que oferece diversas opções:

  1. Transfer São Raimundo Nonato/Petrolina – Transfer de São Raimundo Nonato a Petrolina, em veículo com ar condicionado. Clique AQUI
  2. Transfer São Raimundo Nonato/Teresina – Privativo – Transfer de São Raimundo Nonato em direção a Teresina em veículo com ar condicionado. Clique AQUI
  3. Transfer Petrolina/São Raimundo Nonato (Serra da Capivara) – Privativo – Transfer de Petrolina a São Raimundo Nonato em veículo com ar condicionado – Clique AQUI
  4. Passeio Parque Nacional Serra da Capivara 1 – Privativo – Passeio ao Parque Nacional Serra da Capivara, conhecendo os sítios arqueológicos e a fauna e flora da região, incluindo visita ao Museu do Homem Americano. Clique AQUI
  5. Passeio Parque Nacional Serra da Capivara 2 – Privativo – Passeio ao Parque Nacional Serra da Capivara, conhecendo os sítios arqueológicos e a fauna e flora da região, com visita ao Museu da Natureza – Clique AQUI

Compartilhe suas melhores emoções com a Rota Combo! Transferes e passeios compartilhados e privativos pela Rota das Emoções: Jericoacoara, Delta do Parnaíba e Lençóis Maranhenses.

Quais os custos para visitar o Parque?

  • Entrada e guia O acesso ao Parque é gratuito, mas o guia obrigatório custa entre 200 a 300 para grupos de até 7 pessoas.
  • Hospedagem O Parque não oferece alojamento, áreas para pernoite ou camping, mas em São Raimundo Nonato você encontra hotéis ou pousadas com diversas opções de hospedagem em hotéis e pousadas mais procurados, com diárias para dois adultos e uma criança entre R$ 143 a 150 reais. Confira AQUI.
  • Alimentação O parque dispõe de lanchonete no Centro de Visitantes e diversas áreas de piquenique com mesas e bancos. Você pode levar um lanche leve, frutas e água.

Conclusão

Que tal sair do lugar comum, passear por trilhas já usadas por animais gigantes e homens pré-históricos, conhecer as místicas formações rochosas e os registros feitos nos abrigos?

O que eles querem nos dizer com seus desenhos rupestres? O que nos deixaram de legado?

Inspirada(o) para visitar essa terra mística de gigantes que fica logo ali, no Piauí tão brasileiro?

Então compartilhe este post com amigos e familiares, e marque sua viagem! E depois outra, outra e outra! O blog está recheado de novidades!

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Oi, como posso ajudar?