(86) 9 9993 0111

rotacombo@rotacombo.com

Lençóis Maranhenses: Roteiro e Guia Completo para sua viagem

Lençóis Maranhenses

É impossível não se emocionar diante do cenário cinematográfico dos Lençóis Maranhenses. É tanta beleza que é difícil descrever. 

Afinal, não é todo dia que nos deparamos com uma natureza deslumbrante.

Só sabe quem já viu!

Por ser tão incrível, é considerado um dos destinos turísticos mais famosos e lindos do Nordeste e do mundo.

O lugar é um misto de “deserto” e piscinas naturais em meio à imensidão e a exuberância da Rota das Emoções.

Neste artigo, você vai conhecer tudo sobre os Lençóis Maranhenses. Saiba quais são os melhores roteiros e veja dicas imperdíveis para planejar a sua viagem. Confira!

Onde ficam os Lençóis Maranhenses?

Paraíso no nordeste brasileiro, os Lençóis Maranhenses estão a 250 km (6h 40m em média) de São Luís (MA), no litoral oriental do estado.

Localizados entre as cidades de Barreirinhas, Santo Amaro e Primeira Cruz, os Lençóis são considerados a principal atração turística do Maranhão.  

Nesse “deserto” brasileiro encontram-se dunas que sempre mudam a paisagem, praias desertas e lagoas de tons azul e verde, formadas pelo acúmulo de água das chuvas.

As lagoas de água doce entre as dunas criam um cenário de sonho, e é impossível não se emocionar diante daquela imensidão.

Para proteger sua enorme biodiversidade (restingas, manguezais, dunas e grande variedade de espécies vegetais), foi criado o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, em 1981.  

Considerado uma das sete maravilhas naturais do país, o parque ocupa 2/3 da área total da região. Está no Cerrado, mas tem forte influência da Caatinga e da Amazônia, onde são encontradas espécies comuns desses três biomas.

Caminhar nas areias brancas do maior campo de dunas do país, se refrescar em piscinas naturais de águas cristalinas e observar o pôr do sol são experiências inesquecíveis.

Não é por acaso que os Lençóis são o destino perfeito para quem gosta de aventura e quer apreciar a natureza.

Lençóis Maranhenses

Lençóis Maranhenses: uma das sete maravilhas naturais do país

Quantos quilômetros têm os Lençóis Maranhenses?

Os Lençóis Maranhenses têm 156,5 mil hectares (1,56 km²), é do tamanho da cidade de São Paulo e quase quatros vezes o da Suíça.

Leia também: Rota das Emoções – Guia Completo para uma viagem perfeita

Qual a melhor época para conhecer os Lençóis Maranhenses?

Os Lençóis recebem turistas durante o ano todo, porque a região possui atrativos em qualquer época, revelando surpresas além da imaginação. 

Uma delas é que o visitante pode andar descalço nas dunas, porque, apesar do calor, a areia não é quente.

Onde se hospedar nos Lençóis Maranhenses?

As pousadas em torno do parque são simples e rústicas, mas agradam aos turistas. São um dos charmes da região.

Em Barreirinhas as pousadas também são simples, mas é onde se concentram hotéis e pousadas.

Os mais centrais são mais baratos e de fácil deslocamento a pé. Um pouco mais distante do centro ficam os luxuosos e aconchegantes.

A distância não é problema, porque agências de turismo, como a Rota Combo, oferecem traslados aos visitantes.

Exemplos de roteiros nos Lençóis Maranhenses

Para planejar seus passeios e aproveitar ao máximo, siga as dicas abaixo:

2 e 3 noites

Escolha Santo Amaro se seu foco for lagoas. Barreirinhas, se optar por passeio de rio e/ou quadriciclo e/ou sobrevoo do parque. Atins, se gostar de lugares rústicos e distantes de grupos.

4 noites

Nesse roteiro dá para combinar lagoas (Santo Amaro) e lagoas e outros passeios (Barreirinhas).

Se for de carro, passe duas noites em Barreirinhas. Faça o passeio à Lagoa Bonita ou sobrevoe Lençóis na primeira tarde.

No segundo dia percorra o Rio Preguiças. No terceiro vá até Santo Amaro e passe duas noites. À tarde faça o circuito das lagoas mais próximas.

No último dia, escolha o circuito de Betânia (de carro) ou das Emendadas (três horas de caminhada em lagoas desertas).

De van, saia de São Luís pela manhã e visite, à tarde, o circuito das lagoas mais próximas. Outra opção é iniciar por Santo Amaro, onde deve passar duas noites.

7 noites

Para quem dispõe desse tempo, os roteiros dos Lençóis Maranhenses de 7 dias permitem realizar o circuito completo: Santo Amaro (lagoas), Barreirinhas (lagoas e outros passeios) e Atins (lugares rústicos e kitesurf).

Saia de São Luís (de carro ou van) para Santo Amaro, e passe três noites na cidade.  Na primeira tarde, passeie nas lagoas próximas.

No segundo e terceiro dias, faça o circuito de Betânia (de carro) e o das Emendadas (três horas de caminhada em lagoas desertas).

Siga de Santo Amaro a Barreirinhas (de carro ou van) e fique uma noite. À tarde, sobrevoe os Lençóis.

Passe três noites em Atins. No segundo dia passeie pelo Rio Preguiças e faça circuitos diferentes de lagoas (também no terceiro dia).

Numa das noites que não tiver lua, opte pelo passeio para ver os plânctons luminescentes. Volte a Barreirinhas de voadeira, e siga para São Luís (de carro ou van).

Caso queira atravessar o parque a pé, são necessárias pelo menos quatro noites. Durma a primeira noite em Atins, passe duas noites nos oásis de Baixa Grande e Queimada dos Britos e a quarta em Santo Amaro.

Percorra o trecho de São Luís a Barreirinhas de van, para chegar antes do meio-dia e seguir para Atins de voadeiraFaça o trajeto Santo Amaro/São Luís de van.

Conheça o Circuito da Lagoa Azul, nos Lençóis Maranhenses:

 

Cuidados ao visitar o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Não é preciso levar chinelos ou calçados no passeio ao parque. A areia não é quente.

Na parada de Vassouras, é comum os visitantes interagirem com os macaquinhos, mas tenha cuidado. Eles enfiam as mãos nas bolsas e abrem zíperes de mochilas atrás de alimentos.

Alguns passeios têm parada para almoço no povoado de Betânia, mas não estão incluídos no passeio.

Na Lagoa das Andorinhas e na Lagoa do Maçarico não há estrutura. Leve bastante água e lanches.

Para visitar o Circuito da Lagoa Azul, leve óculos escuros porque pode cair areia ou gotas de água e causar irritação nos olhos.

Não coloque as mãos para fora, porque galhos de árvores raspam as laterais dos carros e podem machucar.

roteiro dos lençóis maranhenses

Não é preciso levar chinelos ou calçados no passeio ao parque.

Leia também: Revoada dos Guarás – um passeio incrível no Delta do Parnaíba

17 dicas e curiosidades sobre os Lençóis Maranhenses

  1. O acesso para Atins não é fácil, e é o destino mais rústico. As ruas são de areia fofa; sinal de celular ou internet são difíceis. Apesar disso, é a queridinha dos kitesurfistas.
  2. As pousadas, embora charmosas, não têm comodidades como frigobar e ar-condicionado.
  3. Se você gosta de fotografia e de cinema, é a região certa para registrar e filmar paisagens deslumbrantes.
  4. O filme “Casa de Areia”, de Andrucha Waddington, foi gravado em Santo Amaro, e os “Vingadores: Guerra Infinita”, de Anthony Russo, teve cenas rodadas na região de Lençóis.
  5. Cada passeio com saída em Barreirinhas tem um preço. Se você não pagar, não há o que fazer na cidade.
  6. Já Santo Amaro, isolada por um rio, é a cidade mais tranquila para se hospedar, apesar do asfalto ter quase chegado lá.
  7. Outra vantagem é que o visitante encontrará lagoas quase desertas, mesmo sendo consideradas umas das mais bonitas dos Lençóis. Ainda poucos turistas chegam à cidade.
  8. As opções de restaurantes e vida noturna são menores do que de outras cidades da região.
  9. O Circuito da Lagoa Bonita é o mais cheio. Se preferir, pode se afastar dos grupos de turistas e procurar lagoas mais desertas.
  10. No passeio de voadeira pelo Rio Preguiças, procure logo o Farol. O lugar tem fila.
  11. Para ver o nascer do sol nos Lençóis Maranhenses, escolha entre o Circuito Lagoa Azul ou o Circuito Lagoa Bonita.
  12. Ao chegar cedo, dá para explorar o local e tirar fotos de paisagens intocadas.
  13. O passeio cultural pelo Rio Preguiças é ideal para quem quer fugir de lugares turísticos.
  14. Reserve dinheiro para comprar o artesanato feito de fibra de buriti na Comunidade do Marcelino, onde aceita cartão.
  15. Uma das paradas mais curtidas no trajeto à Lagoa das Andorinhas é a Lagoa do Maçarico ou Lagoa do Kite, nome decorrente do excesso de vento.
  16. Marque os transfers, passeios e pacotes com pelo menos 30 dias de antecedência.
  17. Para fazer o Circuito da Lagoa Azul, é melhor à tarde, para terminar o passeio com um belo pôr do sol.

Leia também: Lagoa do Paraíso em Jericoacoara – um passeio inesquecível

Como ir aos Lençóis Maranhenses?

Os transfers que fazem o trajeto Fortaleza/Barreirinhas e São Luís/Barreirinhas são as melhores opções para quem sai do Sul e do Sudeste, já que Fortaleza e São Luís recebem voos diários das principais capitais do país.

São realizados embarques e desembarques a partir das pousadas, hotéis e hostels no perímetro urbano das duas capitais.

O aeroporto de Barreirinhas é o único na região dos Lençóis, e só recebe voos fretados de São Luís. 

Qual o custo médio para ir aos Lençóis Maranhenses?

Quanto à alimentação, a cidade de Barreirinhas oferece restaurantes com cardápios variados e refeições deliciosas, bem servidas e a preços justos. Funcionam para almoço e jantar.

Em Santo Amaro, os restaurantes são mais simples, onde é possível encontrar pratos feitos a R$ 20,00 (em média). Já em Atins, você encontra um dos melhores pratos de camarões da região a R$ 100,00 (em média), que pode ser dividido por até três pessoas.

Para economizar no seu roteiro de viagem para os Lençóis Maranhenses, opte por transfers/passeios compartilhados da Rota Combo,  cujos descontos variam de 7% a 10%. 

Conclusão

Enfim, os Lençóis Maranhenses são um tesouro nacional com paisagens privilegiadas e áreas preservadas onde ainda há muito a descobrir.

E você pode ser o próximo a desbravar essas terras e se encantar com cada cantinho dessa natureza exuberante. Siga essa rota nas férias ou feriados prolongados, para você não ter pressa e se entregar a esse lugar especial.

Afinal, conhecer esse oásis no Nordeste é um presente e tanto.  

Acompanhe nosso blog e compartilhe com amigos e familiares.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Oi, como posso ajudar?